Um “inimigo declarado” dos brasileiros!

Atualmente, o país vem enfrentando sérios problemas para combater um inimigo que, a primeira vista, parece muito inofensivo: o mosquito Aedes Aegypti.

Este mosquito se tornou o nosso “inimigo declarado” por servir de vetor para doenças graves como a dengue, chikungunya e zika vírus.

Conforme já declarado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), a disseminação do zika vírus e sua provável ligação com casos de microcefalia tornaram-se uma emergência de saúde pública internacional.

A ação mais eficaz para combater este inimigo continua sendo a prevenção através da limpeza de locais propensos a proliferação das larvas do mosquito. Ou seja, evitar, vedar e cuidar de ambientes onde possam servir de acúmulo de água parada.

Para exemplificar alguns locais que servem de criadouros para o Aedes Aegypti, temos: caixas d’água, pneus inservíveis que ficam expostos a céu aberto, tambores inutilizados também expostos a intempéries, lonas para a cobertura de maquinário, vasos de plantas, bacias de contenção que acumulam água da chuva, entre outros.

E então, conseguiu identificar alguma destas realidades no seu local de trabalho? Como podemos ver, as ameaças estão localizadas desde uma grande indústria até ao pequeno escritório.

Sendo assim, a conscientização e o conhecimento do que fazer para combater este mosquito deve ser responsabilidade de todos, tanto dentro de casa quanto em seu local de trabalho.

Como forma de ser um agente atuante nesta batalha, a Âmbito identifica os requisitos legais que trazem regras para o combate ao mosquito, visto tratar-se de um aspecto ambiental (proliferação de pragas e vetores) e perigo ocupacional (condições sanitárias propícias à doença dos trabalhadores) a serem levantados pela empresa.
Quer saber mais sobre o sistema LEGAL? Entre em contato conosco: (31) 2121-7575.
Jussara Tibério
Auditora e Consultora Jurídica
OAB/MG 124.949.