21 ANOS DE ÂMBITO – PARTE I: A CONSTRUÇÃO DA NOSSA JORNADA

1. MOVIMENTOS INICIAIS

Foi ainda ao fim de 1993 que os fundadores formais da Âmbito – José Aleixo Ribeiro e Nayara Pacheco Aires se juntaram em torno da ideia de criar uma coletânea organizada de leis ambientais. Importante dizer que a experiência em torno da necessidade das pessoas de contar com um acervo organizado de leis foi o que norteou a ideia inicial. A coletânea em si seria uma criação “a 8 mãos”, pois Rogério Nocce e Marcelo Eduardo de Souza se juntariam ainda no início de 1994, quando havia apenas uma ideia, e este último sugeriria o nome “Códex” para ela.

Eram tempos de mudança – como sempre são os tempos de uns tempos para cá. Assim, o mercado seria alçado a novo patamar de necessidades com o advento, em 1996, da ISO 14.001, que estabeleceu requisitos para implantação de sistemas de gestão ambiental.

Estando a Âmbito no mercado, ela foi vista por seus clientes como tendo conhecimento e legitimidade para prestar um serviço mais completo, de tradução do emaranhado normativo brasileiro em termos do que cabia a elas, empresas, fazer para estar em paz com as leis e com a sociedade, evitando danos ambientais.

Não foram tempos fáceis para nós, porém. Os fundadores se afastaram do projeto em 1997, sem que ele tivesse alçado voo seguro. No entanto, eis que um dia se apresenta a nós uma pessoa nos convidando para participar, como “professores”, de um treinamento de auditor líder da ISO 14.001. Eu, particularmente vi ali uma oportunidade para me apresentar ao mercado, pois a história da Âmbito foi e é uma história de construção a partir de propósito, paixão e preparo, sem as “plataformas de lançamento pessoais ou institucionais”. Trabalhando gratuitamente, numa aposta de que as pessoas se interessariam por nosso trabalho a partir da demonstração de nossos valores, postura e preparo, foi que conhecemos muitas e muitas pessoas e organizações que nos honram ainda hoje com sua presença em nossa lista de clientes.

Foi também em 1997 que eu iniciei a formulação do método de consultoria da Âmbito, um método simples, elegante e rigoroso, que se aperfeiçoou e tanto contribuiu e contribui para empresas e pessoas. Para os clientes mais antigos, podemos lembrar a sucessão de nomes que usamos: as planilhas “PAN” (Planilha de Análise de Normas) e QT (“Quadro Temático”), unificadas no “QTAL” – Quadro Temático de Análise de Legislação – e levadas à web, em 2004, através do “LEGAL” – Legislação Aplicável, ainda hoje presente entre nós.

Nosso projeto deslanchou, tendo a consultoria como carro-chefe, apenas a partir de meados do ano 2000. Nosso trabalho pode ser descrito sucintamente como o apoio aos gestores de meio ambiente, segurança e qualidade que querem fazer um trabalho sério, comprometido com as pessoas, a sociedade e o ambiente, na gestão de sustentabilidade. Nosso trabalho atende a empresas de todo o Brasil, de todos os segmentos.

Não sendo de interesse descer a detalhes aqui, pode-se dizer que o método de consultoria ambiental preventiva da Âmbito, veiculado via web através do sistema Legal, é o único no País com uma inteligência interna consistente, que relaciona de maneira complexa realidades e análises jurídicas, não sendo sujeito a falhas ou inconsistências. Também, pelo seu rigor, não impõe ao cliente usuário, não especialista, obrigação que não é dele, ou seja, de que ele “avalize” nossas análises, já que os especialistas somos nós, não eles. Querer que um usuário “valide” o que fazemos equivale, segundo nossos valores pessoais e empresariais, a pedir que um paciente avalize o que o médico lhe diz…

Além do rigor e da elegância de nosso trabalho, há o nosso cuidado com nossos clientes. Para nós, estes são parceiros, e como eles tratamos de estabelecer relações de reciprocidade. De verdade. Assim, nosso trio “método-tecnologia-atendimento” rapidamente se consagrou.

A palavra de nossos clientes, principalmente, e de muitos consultores e auditores (pessoas que não receberam nada para isto, senão um sincero “obrigado” e a sensação de levar às empresas a melhor proposta de valor do mercado), foi e é o elemento propulsor de nosso crescimento e desenvolvimento.

Os apoios que recebemos durante esta caminhada e a busca pelo aperfeiçoamento e elegância do nosso trabalho e do relacionamento amigável e cordial que temos com nossos clientes fizeram com que a Âmbito se tornasse uma empresa referência em seu ramo de atuação.

2. A ÂMBITO FORJANDO O SEU FUTURO

Nosso projeto empresarial continua firme, porém o mercado se modificou, e muito. Entregamos valor (segurança, continuidade de negócio, bom relacionamento com partes interessadas, etc.) às organizações em todos os seus níveis – estratégico, tático e operacional. O que vimos foi um movimento de delegação de responsabilidade da gestão ambiental, de qualidade, de saúde e segurança ocupacional a níveis cada vez mais baixos da estrutura das empresas. Tempos de crise apenas acentuam ainda mais essa tendência.

Os tempos correntes são de desafios, de mudanças, com crises ou sem crises. Certezas não há. É necessária, de nossa parte, uma fé autêntica e coragem de ver que precisamos – todos – nos reinventar, com uma atitude interna de aprendizes.

É necessário forjar o futuro que queremos. Não dá para viver de renda de nossos méritos do passado.

Aprendemos que nossa contribuição é maior quando impactamos de maneira integral as consciências e comportamentos dos líderes e das pessoas; os relacionamentos internos e com os clientes; as estruturas e sistemas que materializam as organizações. É incrível observar como a gestão empresarial e organizacional em geral pode ser fragmentada, confusa, de esforços que se repetem sem gerar resultados;quantas falhas de comunicação e relacionamentos difíceis podem ser gerados; quanta dificuldade se pode ter para mudar de rumos em meio a tempos difíceis.

Por essas razões estamos agora nos lançando em um espaço novo, desafiador para nós: o desenvolvimento de líderes e organizações.

Sabemos do que nos move: o desejo de contribuir, de causar impacto, de “ser impacto”. Sabemos também da necessidade de nos preparar. Por isso buscamos incessantemente, por anos a fio e a alto custo, autodesenvolvimento e novas competências em gestão e consultoria organizacional integral, Coaching Integral, etc., de modo a encontrar pessoas, líderes e organizações onde estão, falar sua língua e facilitar o progresso possível e desejável – sem dogmatismos e receitas prontas e iguais para quaisquer organizações.

Ou seja: levamos nossa contribuição com rigor, cuidado e elegância, movidos por nosso propósito e nossa fé. Nossa maestria é aprender e integrar, incluindo e transcendendo as potencialidades e forças presentes – sempre presentes – em pessoas, líderes e organizações para forjar o futuro que as aguarda.

Marcelo Eduardo de Souza, fundador e Líder da Âmbito Homem & Ambiente desde 1994. Vê os empreendedores como vitais para criar um mundo sustentado em valores éticos, contribuição e inovação. A partir de sua experiência e formação, vem desenvolvendo programas práticos de mudança pessoal e organizacional baseados em “Integral Coaching”e Educação.